COMO ESCOLHER O CANIL IDEAL!

Uma da maiores dúvidas de quem quer comprar um cachorro de raça com certeza é ” se o canil é de confiança ou não”? Sendo assim bem mais fácil achar canis sem profissionalidade e o minimo de cuidado, do que um canil sério e responsável . Por isso separamos algumas dicas de como escolher o canil ideal!

É de extrema importância analisar bem o canil que você procura, afinal você não quer contribuir com lugares ilegais. Para que isso não aconteça, a visita ao local e a análise dos documentos que comprovam a seriedade do lugar é imprescindível. Além de questionar sobre a saúde e como é a relação do criador com os cães.

Indicações

Com indicações de pessoas próximas ou conhecidas, o processo de escolha definitivamente fica mais fácil.

Pergunte ao conhecido se o criador oferece boas condições aos animais, se vieram vermifugados e devidamente vacinados. A venda de cães castrados é obrigatória em alguns Estados brasileiros, portanto, criadores idôneos só entregam os pets após a realização do procedimento. Sempre pergunte sobre a documentação e o histórico familiar do pet. Essas informações são de extrema importância, a fim de evitar ou se precaver de algum malefício à saúde de seu futuro filho de quatro patas. Além de se informar com os conhecidos, busque informações sobre o local no Google e cheque as referências de outras pessoas também.

Visite o local

Conhecer esses locais é fundamental, assim você saberá em quais situações os animais vivem, como são tratados e se os criadores visam apenas o lucro. Um canil sério estará disposto a responder todas as suas dúvidas e sempre terá um ótimo atendimento.

Uma pergunta super importante é se o canil faz a desverminação dos pets a cada três meses e se aplica medicamentos preventivos para ectoparasitas (pulgas e carrapatos). Estas medidas são super importantes para garantir que a saúde dos pais e filhotes estejam íntegras.

Documentação de compra

Como toda compra feita de forma legal, o criador irá fornecer o contrato de compra e venda, um documento que conste o pedigree e o registro do cachorro.

O pedigree contém todas as informações sobre o filhote, como nome de registro, árvore genealógica, data de nascimento, tipo de pelagem e em alguns casos, títulos e premiações. Este documento é emitido pela CBKC – Confederação Brasileira de Cinofilia, e é obrigatório para todos os padreadores e matrizes.

Já o contrato de compra e venda é redigido pelo criador e merece certa atenção. Nele pode conter algumas cláusulas específicas, por exemplo, caso o comprador desista do filhote e queira devolver ao criador. O documento não possui um padrão, mas algumas informações são de praxe como nome de registro do cachorro, data de nascimento, nome e dados do criador e o preço pelo qual foi vendido.

Não compre pets em petshops, classificados online ou feiras livres. Além das condições precárias em que os animais podem ser submetidos, como espaços minúsculos em que ficam expostos, você não saberá de onde eles vieram e quais são as condições em que os pais se encontram. Você pode estar financiando um canil ou criador ilegal e que mantém os animais em péssimas condições. Acredite, isso é mais frequente do que imaginamos. São as chamadas “fábricas de filhotes”, que visam apenas o lucro e não o bem estar e qualidade de vida dos animais. Seguindo essas dicas você saberá como escolher o canil ideal!

Gostou dessas dicas? Então você não pode perder mais posts como esse: Benefícios de uma alimentação restrita à ração!